Prefeito de Pouso Alegre Rafael Simões é condenado a 10 anos de prisão pelo crime de peculato em desvio de medicamentos

Escrito por em 29 de Novembro de 2021

O prefeito de Pouso Alegre (MG), Rafael Simões, foi condenado a 10 anos de prisão pelo crime de peculato (quando há subtração ou desvio de dinheiro ou bens públicos e inserção de dados falsos em sistemas de informação) em um processo por desvio de medicamentos e materiais hospitalares do Hospital Samuel Libânio.

A sentença foi proferida pelo juiz federal substituto Marcelo Garcia Vieira, da 2ª Vara Cível e Criminal da Justiça Federal de Pouso Alegre.

Simões era investigado desde 2018. A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal e aceita pela Justiça Federal tinha como base compras feitas pelo prefeito diretamente na farmácia do hospital.

Foram também condenadas Silvia Regina Pereira da Silva – que na época era diretora executiva da Fundação de Ensino Superior do Vale do Sapucaí (FUVS) e é a atual secretária de Saúde de Pouso Alegre – e Renata Lúcia Guimarães Risso, que era coordenadora da FUVS.

Todos os condenados poderão recorrer em liberdade.

Da Redação


Max 95.9 FM

O Máximo Em Rádio

Faixa Atual

Título

Artista